"Síndrome de Down.

Junte-se a nós, abrace esta ideia".

DECLARADA DE UTILIDADE PÚBLICA ATRAVÉS DA LEI ESTADUAL

N° 3.982, DE 30/12/2013 E DA LEI MUNICIPAL N° 1848, de 27/03/2014

TERAPIA OCUPACIONAL - DE 2 A 5 ANOS

29/12/2015

NESTA FASE DA VIDA, SURGE A FUNÇÃO SIMBÓLICA, QUE PERMITE O SURGIMENTO DA LINGUAGEM, DO DESENHO, DA IMITAÇÃO. NESTE MOMENTO, A CRIANÇA PASSA A SER CAPAZ DE CONSTRUIR A IMAGEM MENTAL DE UM OBJETO, MESMO QUE ELE NÃO ESTEJA MAIS LÁ.
NESTA FASE TAMBÉM, A CRIANÇA PASSA A EXPLORAR E CONHECER OUTROS AMBIENTES, QUE VÃO ALÉM DO FAMILIAR. ELA COMEÇA A SE SOCIALIZAR, PODERÁ IR À ESCOLA OU CRECHE E O APRENDIZADO TOMA OUTRA FORMA. É IMPORTANTE QUE, NESTA FASE, COMECE A SE DAR LIMITES PARA A CRIANÇA, POIS ELA JÁ CONSEGUE ESPERAR POR DETERMINADA SITUAÇÃO. OS CONCEITOS DE TEMPO E ESPAÇO PASSAM A FAZER MAIS SENTIDO.
PODE-SE AINDA ESTIMULAR A CRIANÇA A EXPRESSAR SUAS NECESSIDADES, CONSTRUIR BRINCADEIRAS E TER ACESSO A BRINQUEDOS QUE A AJUDEM A ENTENDER MELHOR O MUNDO. SUA INDEPENDÊNCIA E AUTONOMIA COMEÇAM A SE DESENHAR NESSA FASE E SÃO FUNDAMENTAIS PARA O FUTURO, QUANDO ELA ESTIVER NA ESCOLA, E NA ADOLESCÊNCIA.
TAMBÉM NESSA FASE, ELA COMEÇA A APRENDER NOÇÕES DE HIGIENE. A IDADE VARIA, MAS VALE COMEÇAR A ENSINAR A CRIANÇA A USAR O BANHEIRO. MAS, ATENÇÃO: O PROCESSO PODE SER LONGO E REQUER PACIÊNCIA E PLANEJAMENTO DOS PAIS. E SE A CRIANÇA RESPONDER DE MODO MUITO NEGATIVO, EVITE UMA GUERRA, ADIANDO O TREINAMENTO.
TAMBÉM É NESSA IDADE QUE ENSINAMOS ÀS CRIANÇAS A TOMAR BANHO SOZINHAS. VOCÊ PODE PEGAR UMA ESPONJA E UM BONECO NA HORA DO BANHO, PARA QUE A CRIANÇA APRENDA LAVANDO O BONECO. DEPOIS, VÁ NOMEANDO AS PARTES DO CORPO QUE A CRIANÇA DEVERÁ LAVAR SOZINHA. TOMAR BANHO, ESCOVAR OS DENTES E PENTEAR O CABELO SOZINHO SÃO ATIVIDADES QUE REQUEREM, INICIALMENTE, SUPERVISÃO E DEVEM SER ENSINADAS DO MESMO JEITO: PRIMEIRO, VENDO OS OUTROS, DEPOIS FAZENDO EM BONECOS E DEPOIS EM SI MESMO.
A SOCIABILIZAÇÃO TAMBÉM É MUITO IMPORTANTE NESSA FASE. APRENDER REGRAS SOCIAIS, DIVIDIR BRINCADEIRAS, PEDIR E EMPRESTAR BRINQUEDOS SÃO PARTE DESTE PROCESSO. FALE COM A CRIANÇA E ESTIMULE-A A CONTAR SUAS EXPERIÊNCIAS. PRESTE ATENÇÃO NO QUE ELA FALA, VALORIZE O QUE ESTÁ FALANDO. USE SEMPRE E QUANDO FALAR COM A CRIANÇA, INCLUA-A NA CONVERSA SEMPRE QUE POSSÍVEL E EVITE RESPONDER POR ELA.
A ESTIMULAÇÃO NESSA FASE TAMBÉM É RIQUÍSSIMA EM ATIVIDADES LÚDICAS. MÚSICA, DANÇA, PINTURA, ARGILA E MASSINHA SÃO ALGUMAS DAS ATIVIDADES PRAZEROSAS QUE AUXILIAM NO DESENVOLVIMENTO MOTOR E INTELECTUAL.
BRINCAR DE FAZ-DE-CONTA, CONTAR HISTÓRIAS E AJUDAR A CRIANÇA A LEMBRAR O QUE FOI FEITO DURANTE O DIA TAMBÉM SÃO ATIVIDADES MUITO IMPORTANTES PARA A MEMÓRIA E AJUDARÃO A CRIANÇA A NÃO FAZER AS COISAS MECANICAMENTE.
O QUE É IMPORTANTE NESSA FASE? IDEIAS E SUGESTÕES
- USE BRINQUEDOS DE CAUSA E EFEITO, ESTIMULE A CRIANÇA A ENTENDER QUE SUAS AÇÕES TÊM CONSEQUÊNCIAS DIRETAS SOBRE O AMBIENTE
- USE BRINQUEDOS QUE REPRODUZAM ATIVIDADES COTIDIANAS, COMO PANELINHAS, FRUTAS E BICHINHOS, MOSTRE-LHE COMO ESSAS COISAS FUNCIONAM
- ESTIMULE A CRIANÇA A IDENTIFICAR O OUTRO OBJETO, O IGUAL, PARA AJUDÁ-LA A TRABALHAR O CONCEITO DE IGUAL E DIFERENTE, QUE SERÃO IMPORTANTES PARA A CONTINUIDADE DO APRENDIZADO
- OFEREÇA MASSINHA PARA A CRIANÇA BRINCAR, COM MOLDES GEOMÉTRICOS, DE FORMAS DE BICHOS ETC
- APRESENTE ENCAIXES DE FORMAS GEOMÉTRICAS, ASSOCIAÇÃO ENTRE CORES E FORMAS, TRABALHE CONCEITOS DE TAMANHO (GRANDE-PEQUENO), FORMAS (CÍRCULO, QUADRADO, TRIÂNGULO), DENTRO E FORA
- ESTIMULE A CRIANÇA A IMITAR GESTOS, FAZER GESTOS ACOMPANHANDO MÚSICAS INFANTIS E, POUCO A POUCO, DISPENSE OS MODELOS E DEIXE-A FAZER OS GESTOS POR INICIATIVA PRÓPRIA
- ESTIMULE A CRIANÇA A EXPLORAR O BRINQUEDO DE FORMA MAIS ELABORADA, COMO VIRAR O OBJETO, CHEIRAR, APERTAR E SENTÍ-LO COM AS DUAS MÃOS, SEPARAR E RETIRAR PEÇAS, OUVIR O SOM QUE O BRINQUEDO PRODUZ, CHACOALHÁ-LO. EVITE QUE A CRIANÇA COLOQUE O BRINQUEDO NA BOCA OU O JOGUE PARA LONGE COMO ÚNICA FORMA DE EXPLORAÇÃO
- DEIXE QUE A CRIANÇA TENHA UMA PARTICIPAÇÃO MAIOR NAS ATIVIDADES DIÁRIAS, PEÇA AJUDA NA HORA DE COLOCAR A ROUPA E PEÇA QUE LAVE AS MÃOS E SE ENSABOE NA HORA DO BANHO. AJUDE A CRIANÇA, MAS NÃO FAÇA POR ELA. DIVIDA AS ATIVIDADES EM PARTES.
- ESTIMULE A CRIANÇA A DESENHAR NO PAPEL OU NUM QUADRO NEGRO, OFEREÇA GIZ DE CERA OU NORMAL EM TAMANHOS MENORES, PARA DESENVOLVER O MOVIMENTO DE PINÇA DOS DEDOS
- LEIA LIVROS INFANTIS PARA A CRIANÇA E ESTIMULE-A A RECONTAR AS HISTÓRIAS. NO COMEÇO, LEIA HISTÓRIAS CURTAS.
- DÊ OPORTUNIDADE PARA QUE A CRIANÇA BRINQUE NA AREIA, FAZENDO CASTELOS OU BOLOS DE AREIA, USANDO BALDE, PÁ, ETC
- MOSTRE O MÁXIMO ESTÍMULOS DIFERENTES PARA A CRIANÇA E PERMITA QUE ELA TENHA DIFERENTES EXPERIÊNCIAS QUE VÃO FACILITAR SEU APRENDIZADO AO LONGO DA VIDA
- DESDE SEMPRE, CRIE ROTINAS PARA A CRIANÇA E ORGANIZE O AMBIENTE DO QUAL ELA FAZ PARTE. INSISTA QUE ELA CONCLUA AS ATIVIDADES E GUARDE OS BRINQUEDOS AO FIM.
 
(FONTE: GUIA DO BEBÊ COM SÍNDROME DE DOWN – DR ZAN MUSTACCHI

Voltar

© 2019 APADAM. Todos os direitos reservados.